Economizador de energia

Economizador de energia para hotel! Saiba como reduzir o custo

Para manter a saúde financeira do seu hotel em dia, é importante buscar formas de economia. Nesse sentido, a energia consumida é um ponto de atenção. Afinal, além do consumo necessário para manter a infraestrutura é preciso considerar que o consumo dos hóspedes depende dos hábitos. O que pode provocar excessos.

Sendo assim, contar com economizador de energia dentre outros itens que possam auxiliar na redução do consumo. Por isso, selecionamos algumas práticas, acessórios e outros recursos que te ajudarão nessa tarefa.

Confira e planeje-se para colocar em prática!

Economizador de energia: vincula a eletricidade à permanência do hóspede no ambiente

A eletricidade é indispensável para o funcionamento de um hotel. Apesar de hoje ser possível contar com recursos que independem da energia elétrica, utilizando outras fontes mais sustentáveis ou mesmo renováveis, em algum momento ela será utilizada.

Em situações onde o empreendimento depende 100% dos recurso elétrico, a conta pode chegar a representar até um terço de todos os custos do hotel, e o economizador de energia tem um papel fundamental para ajudar nessa redução.

Ele consiste em um dispositivo que vincula a utilização da energia em um determinado ambiente a um cartão – geralmente, o mesmo das fechaduras eletrônicas para abrir portas. Assim, o recurso elétrico apenas é liberado quando há alguém no ambiente, já que é necessário mantê-lo no painel para que a luz acenda. 

O item é mais comumente utilizado nos quartos dos hóspedes, mas em alguns casos também é possível associá-lo a ambientes de convívio comuns, como salão de jogos e sala de cinema, por exemplo.

Apenas com o economizador de energia, é possível obter uma redução de 20 a 40% do consumo individual dos quartos. Isso porque ele utiliza do mecanismo para que o hóspede usufrua dos itens que dependem do consumo energético e aciona o desligamento dele para cerca de 60 segundos após a retirada do cartão.

Dessa forma, o hóspede consegue sair com calma do ambiente ainda iluminado, mas você não corre o risco de ter o ambiente com televisor, lâmpadas, ar-condicionado e outros recursos ligados durante sua ausência. No retorno, luzes de LED auxiliam a condução do cartão para religamento do recurso.

Além disso, você ainda tem como benefício o aumento do tempo de vida útil dos equipamentos e a redução de gastos com manutenções, já que eles não permanecerão ligados fora do tempo de utilização. Uma economia que impacta outras!

Substitua lâmpadas fluorescentes pelas de LED

Já que falamos do LED como recurso de apoio do economizador de energia para hotéis, retornamos com ele para uma outra dica: a substituição das lâmpadas fluorescentes pelas de LED.

Essa é uma medida simples, que pode ser realizada gradativamente e gera diversos benefícios para o hotel. Além da redução no consumo energético, essas lâmpadas têm durabilidade consideravelmente superior, o que indiretamente reduz gastos ao exigir menos trocas no decorrer do tempo.

Instale sensores de presença nos corredores e ambientes de rápida passagem

Uma outra forma de reduzir o consumo de energia no hotel é utilizando sensores de presença em ambientes de rápida passagem e que exigem movimentação, como os corredores. Dessa forma, você garante a iluminação adequada, mas apenas sob necessidade.

Opte por equipamentos eletrônicos que consomem menos energia

Além do economizador de energia e dos sensores, uma outra forma de reduzir o gasto de eletricidade é equipar seu hotel com eletrônicos que tragam o selo indicativo de produto de baixo consumo.

Televisores, geladeiras, freezers, frigobar, máquinas de lavar roupa, dentre outros, se encaixam na categoria. Pesquise bem antes da compra ou substituição dos itens. Em alguns casos, eles podem apresentar um valor de compra mais alto que outros equipamentos, mas na ponta do lápis, certamente trarão economia no médio prazo.

Opte por janelas amplas, estruturas em vidro e outros artifícios que ajudem na luminosidade 

É provável que na construção do seu hotel você tenha contado com um arquiteto para delinear a construção. Considerando práticas mais sustentáveis e que te ajudem na tarefa de redução do consumo de energia.

Contudo, esse raciocínio deve ser mantido e considerado em reformas, mesmo que pontuais. Você pode, por exemplo, investir na troca das janelas por opções mais amplas, que ajudarão tanto na iluminação quanto na ventilação do quarto.

Uma outra ideia seria contar com estruturas de vidro nas sacadas, em vez de optar pela tradicional alvenaria. Com isso, você garante que mais luz entre no quarto ajudando na tarefa de economia.

Essa prática de utilização de vidros em vez de paredes maciças pode ser estendida também para outros cômodos. É o caso do restaurante, da entrada do hotel e outras áreas comuns que não exigem privacidade.

Considere o uso de aquecedores para esquentar água

Banhos demorados costumam fazer uma grande diferença na conta de luz em casa. Em um hotel, onde o ambiente costuma ser mais espaçoso para conforto, o chuveiro maior e mais potente e se está para relaxar, o impacto pode ser ainda maior.

Nesse sentido, considerar o uso de aquecedores para esquentar a água, em vez de utilizar recurso de eletricidade, é uma excelente pedida! Afinal, aqui o economizador de energia não age tão eficazmente quanto nas demais utilizações do cômodo.

Além disso, as opções de restrição de tempo de banho podem acabar gerando problemas maiores que sua conta de luz. Como a insatisfação do hóspede pelo desconforto de não poder tomar o seu banho com tranquilidade.

Utilizar o aquecimento solar poderia ser uma boa opção, mas você ficaria refém do recurso natural. Apesar da economia gerada pelos sistemas a gás ou diesel, os riscos aos hóspedes são mais elevados. Pensando em questões de sustentabilidade, nada recomendados!

As opções a biomassa, tanto para o aquecimento de piscina quanto para de chuveiro, e até mesmo para saunas, podem gerar uma economia de até 85% quando comparado a outros combustíveis, além de ser uma opção amiga do meio ambiente!

Muito utilizado na Europa, a tecnologia vem ganhando bastante espaço. No Brasil tem sido recomendado como um excelente investimento para o setor hoteleiro.

Quer saber se o aquecedor a biomassa é recomendado para o seu estabelecimento? Ou simular a redução de energia no seu hotel e receber um orçamento sem compromisso? Entre em contato conosco!

Pedir Orçamento

Receba nossas novidades!

Preencha os dados abaixo para receber nossas novidades em primeira mão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *